O projeto "Moradia é Central - inclusão, acesso e direito à cidade" é fruto de uma parceria entre o Instituto Pólis e a OXFAM GB, em conjunto com parceiros de cinco capitais brasileiras: São Paulo (Instituto Pólis), Belém (FASE Amazônia), Fortaleza (Cearah Periferia), Recife (FASE - Pernambuco/ FERU/ FNRU) e Rio de Janeiro (FASE).




CIDADES PARCEIRAS

 


Moradia é central
INCLUSÃO, ACESSO E DIREITO À CIDADE

As áreas centrais das cidades brasileiras são as que oferecem melhor infra-estrutura urbana e oportunidades de trabalho. No entanto, essas áreas têm perdido moradores nas últimas décadas e contam hoje com uma grande quantidade de imóveis vazios e ociosos. Muitos dos moradores que ali permanecem vivem em situações precárias - em cortiços, favelas e nas ruas. A transformação dos imóveis ociosos em habitação social, juntamente com a melhoria das condições de vida da população que vive nas áreas centrais, além de promover inclusão social, implica em melhor aproveitamento da infra-estrutura existente.

É uma medida que favorece a cidade como um todo: contribui para o combate à expansão das periferias, previne o aumento da ocupação de áreas de proteção ambiental e diminui as necessidades diárias de deslocamento casa-trabalho - que tanto comprometem o trânsito. O objetivo do projeto MORADIA É CENTRAL é demonstrar a importância do acesso da população de baixa renda à habitação social nos centros urbanos.

A construção deste site visa promover o intercambio de idéias e experiências entre entidades, movimentos sociais e poder público nas cidades brasileiras. O projeto promoveu essa discussão em cinco capitais - São Paulo, Rio de Janeiro, Recife, Fortaleza e Belém. Os debates abordaram o uso dos instrumentos do Estatuto da Cidade, as políticas públicas e os financiamentos habitacionais para o acesso da população de baixa renda nas áreas centrais. Os resultados desse trabalho estão disponíveis a todos os interessados. Com esse espaço buscamos trazer ao público a importância da moradia nos Centros, ampliando a participação social nessa discussão, construindo um espaço de diálogo e troca de experiências na temática, incorporando novas cidades e atores nesse intercâmbio e luta por melhores condições de moradia nas áreas centrais. Todos são bem vindos a compartilhar experiências, eventos, trabalhos e pesquisas sobre o Centro. Mantenha contato


Coordenação
Apoio

Parceiros nacionais




   
Moradia é central